Sexta-feira Santa | Celebração da Paixão do Senhor

Celebração da Paixão do Senhor

SEXTA-FEIRA SANTA | 10 de Abril de 2020

«(...) A Sexta-Feira Santa, que comemora os eventos que vão da condenação à morte até à crucifixão de Cristo, é um dia de penitência, de jejum e de oração, de participação na Paixão do Senhor. Na hora estabelecida, a Assembleia cristã percorre, com a ajuda da Palavra de Deus e dos gestos litúrgicos, a história da infidelidade humana ao desígnio divino, que contudo se realiza precisamente assim, e ouve de novo a narração comovedora da Paixão dolorosa do Senhor. Dirige depois ao Pai celeste a longa "oração dos fiéis", que inclui todas as necessidades da Igreja e do mundo. Em seguida, a Comunidade adora a Cruz e aproxima-se da Eucaristia, consumando as espécies sagradas conservadas da Missa in Cena Domini do dia anterior. Ao comentar a Sexta-Feira Santa, São João Crisóstomo observa: "Primeiro a cruz significava desprezo, mas hoje é esperança de salvação. Tornou-se verdadeiramente fonte de bens infinitos; libertou-nos do erro, dissipou as nossas trevas, reconciliou-nos com Deus, transformou-nos de inimigos em seus familiares, de estrangeiros em seus próximos: esta cruz é a destruição da inimizade, a fonte da paz, o cofre do nosso tesouro (De cruce et latrone I, 1, 4). (...)»
(Bento XVI - Audiência Geral das Quarta-Feira de 7 de Abril de 2007)

Segundo as rubricas do Missal, esta celebração inicia-se em silêncio, havendo lugar para um momento profundo de oração silenciosa, após o qual se segue a Liturgia da Palavra. (M.R. p.251 n.8)

Salmo Responsorial


"Pai, em vossas mãos entrego o meu espírito."
Salmo 30 (31), 2.6.12-13.15-16.17.25 (R. Lc 23, 46)

• Pai, em vossas mãos entrego o meu espírito
– A. Pinto
– Az. Oliveira (SRAO A, p. 60-61; ou SRAO B, p. 60-61; ou SRAO C, p. 60-61);
– B. Ferreira
– B. Sousa (OL)
– D. Sousa (OL)
– F. Santos (BML 5)
– M. Carneiro (RBP, p. 118-119| SRMC A, p. 46-47| SRMC B, p. 48-49| SRMC C, p. 48-49)
– M. Luís (SRML, p. 58-59| NCT 135)

• Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito
– Ar. Oliveira

Aclamação ao Evangelho



• A salvação, a glória e o poder a Jesus Cristo, Nosso Senhor [Cristo obedeceu até à morte] – F. Santos
• Glória a Vós, Cristo, Palavra de Deus [Cristo obedeceu até à morte] – V. Pereira | J. Ribeiro (ELC, p. 16-17)
• Glória, a Vós, Jesus Cristo, palavra do Pai – A. Pinto (LD)

Aclamação ao Evangelho



Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo Segundo São João – D. Estêvão de Cristo | P. Miranda

Adoração da Santa Cruz



Apresentação da Santa Cruz
• Ecce lignum – C. Gregoriano
• Eis o madeiro da Cruz – Melodia Oficial


Diz o Missal Romano no número 18 da Celebração da Paixão do Senhor:
«18. Para a adoração da Cruz (....) Entretanto canta-se a antífona Crucem tuam (Adoramos, Senhor, a vossa Cruz), os Impropérios ou outros cânticos apropriados.»
Assim, propõe o Missal Romano, nas páginas 272 a 277, três cânticos para este momento:

Adoramos, Senhor, a vossa Cruz,
louvamos e bendizemos a vossa ressurreição gloriosa:
pela Cruz veio a alegria ao mundo inteiro.

• A vossa Cruz, Senhor, nós adoramos – M. Luís (CAC, p. 182-183)
• Adoramos, Senhor, a vossa Cruz – A. Pinto I (LD)
• Adoramos, Senhor, a vossa Cruz – A. Pinto II (LD)
• Adoramos, Senhor, a vossa Cruz – F. Santos I (LHTP-FS, p. 25)
• Adoramos, Senhor, a vossa Cruz – F. Santos II (LHC II, p. 469 | BML 80-81)
• Adoramos, Senhor, a vossa Cruz – J. Mateus
Adoramos, Senhor, a vossa Cruz – M. Borda (NRMS 25)
• Adoramos, Senhor, a vossa Cruz – M. Luís (NCT 138)
Adoramos, Senhor, a vossa Santa Cruz – M. Faria (NRMS 32| IC, p. 905-906)
• Crucem tuam adoramus – C. Gregoriano
• Crucem tuam adoramus – J. Santos
[Outras Sugestões]
• Ouvimos dentro de nós – M. Carneiro (NRMS 153-156)

Meu povo, que mal te fiz Eu? Em que te contristei?
Responde-me.

«Impropério significa reprovação. Na Liturgia, aplica-se às queixas de Jesus contra o seu povo, que se entoam durante a adoração da Cruz, em Sexta-Feira Santa. (...) O texto actual destas lamentações ou impropérios é do século IX. Há dois planos misturados: a queixa de Javé contra Israel, no Antigo Testamento, e a de Jesus crucificado dirigida ao seu povo, no Novo Testamento: “Meu povo, que te fiz eu, em que te contristei Responde-me. Eu tirei-te do Egipto, submergindo o Faraó no Mar Vermelho e tu entregaste-me aos príncipes dos sacerdotes.” O canto dos impropérios conclui com um triságio de Louvor: «Hágios o Theós» (Deus Santo)»
(in Dicionário Elementar de Liturgia)
• Impropérios | Meu povo, que mal te fiz eu? – Az. Oliveira (CN 615 | NRMS 153-156)
• Impropérios | Meu povo, que te fiz eu? – A. Pinto (LD)
• Impropérios | Meu povo, que te fiz eu? – F. Santos (CN 616)
• Impropérios I| Meu povo, que te fiz eu? – M. Luís (CAC, p. 211-21| NCT 140| CN 617) | Harm. Tiago Ferreira (Libellus 5); Harm. a 4 v.m. pela EDMS Coimbra
• Impropérios II| Meu povo, que te fiz eu? – M. Luís (CAC, p. 218-219)
• Impropérios | Popule meus – C. Gregoriano
• Impropérios | Povo Meu, que te fiz eu? – B. Sousa


Cruz fiel e redentora, Árvore nobre, gloriosa
Nenhuma outra nos deu tal ramagem, flor e fruto:
Doces cravos, doce lenho, doce peso sustentais.

«(...) Além disso, o Missal convida a cantar, neste momento, o hino Cruz fiel e redentora. O povo crente “desagrava” assim, expressivamente, os motivos da queixa de Jesus. (...)
(in Dicionário Elementar de Liturgia)
• Crux fidelis – C. Gregoriano
Crux fidelis – D. João IV de Portugal (?)
• Crux fidelis – M. Corsaro
Crux fidelis – M. Faria (NRMS 32)
• Cruz fiel e redentora – A. Pinto (LD)
Cruz fiel e redentora – M. Faria (NRMS 25| IC, p. 206-207)
Ó Cruz fiel – F. Santos (BML 51| NCT 142)
[Outras Sugestões]
A Cruz proclama ao mundo – J.S. Bach
A Cruz fizera ao mundo – F. Silva (NRMS 29| IC, p. 193)
• Bendita e louvada seja – M. Luís (CAC, p. 186-187)
Cobriu-se a terra de luto – M. Luís (NRMS 11)
• Christus factus est pro nobis – J. Santos
Entregou-Se ao sacrifício – F. Santos (CP III, p. 323| LHC II, p. 67| NCT 509)
• Esta é a cruz do Senhor – B. Ferreira
• Gloriosa Cruz de Cristo – M. Faria (BML 30)
Hino á Cruz – T. Sousa
• Nós Vos adoramos e Vos bendizemos – A. Mendes (CN 664)
• Nós Vos adoramos e Vos bendizemos – C. Silva (OC, p. 166)
• Nós Vos adoramos e Vos bendizemos – M. Faria (NRMS 32| IC, p. 906| NCT 141)
• Nós Vos adoramos, ó Cristo – M. Carneiro (RBP, p. 125-126)
• Nós Vos adoramos, ó Cristo – M. Luís (CAC, p. 223-224)
Nós Vos louvamos e bendizemos – J. Santos (NRMS 69| IC, p. 228)
• Nós Vos louvamos, Senhor Jesus Cristo – F. Santos (BML 65)
• O estandarte da Cruz proclama ao mundo – A. Pinto (LD)
• O estandarte da Cruz proclama ao mundo – F. Santos (CP I, p. 363-364; ou CP I, p. 365 ou BML 45)
O estandarte da Cruz proclama ao mundo – M. Faria (NRMS 32| IC, p. 903| LHC II, p. 66| NCT 144)
• O estandarte da Cruz proclama ao mundo – M. Luís (LHC II, p. 65| NCT 502)
O estandarte da Cruz proclama ao mundo – M. Simões (LHC II, p. 65)
• Ó Cruz bendita – F. Borda (NRMS 43| IC, p. 231-232)
• Ó Cruz vitoriosa – F. Silva (NRMS 29| IC, p. 232-233| NCT 143)
Ó Vós todos que passais – harm. Greg. Gomes
• Resplandece a Cruz bendita – A. Pinto (LD)
Salve Cruz, esp’rança única – M. Faria (LHC II, p. 71)
• Salve, ó Cruz – M. Faria (IC, p. 937| NCT 117)
• Vendo sua mãe, que estava junto à Cruz – F. Silva (NCT)
• Vinde, adoremos a cruz – Az. Oliveira (NRMS 105| IC, p. 255)
• Vinde, adoremos o Senhor – M. Luís (CAC, p. 239-240| NCT 145)

Antífona de Comunhão


"Isto é o meu Corpo, entregue por vós;
este é o cálice da nova aliança no meu Sangue, diz o Senhor.
Fazei isto em memória de Mim."
(1 Cor 11, 24.25)

Ao nome de Jesus – M. Simões (ENPL 23, p. 54| ENPL 24, p.71| ENPL 35, p. 93| ENPL 40, p. 82)
• Amai como Eu vos amei – J. Santos (NRMS 87| IC, p. 196-197)
Cristo, Jesus – F. Lapa (SDLP)
Cristo, imolado na cruz – E. Amorim (SDLP)
Deus amou de tal modo o mundo – F. Valente (BML 141-142)
• Deus amou de tal modo o mundo – M. Luís (CAC, p. 386-387| CEC II, p. 34-35)
Deus amou de tal modo o mundo – J. P. Martins (L 274)
• Deus enviou ao mundo – M. Luís (CAC, p. 82-83| CEC I, p. 53-54| NCT 76| L 277)
• Deus não perdoou ao Seu próprio Filho – Az. Oliveira (LHC II, p. 458)
• Deus não perdoou ao Seu próprio Filho – F. Santos (LHC II, p. 466)
• Deus não perdoou ao Seu próprio Filho – F. Santos (LHTP-FS, p. 21)
• Deus não perdoou ao Seu próprio Filho – M. Luís (LHC II, p. 462)
• Ele suportou os nossos pecados – M. Luís (CN 396)
Ele foi trespassado – M. Luís (CAC, p. 195)
• Jesus Cristo, amou-nos – Az. Oliveira (LHC II, p. 459)
• Jesus Cristo, amou-nos – F. Santos (LHTP-FS, p. 23)
• Jesus Cristo, amou-nos – F. Santos (LHC II, p. 468 | NCT 511)
• Jesus Cristo, amou-nos – M. Luís (CEC II, p. 135| CN 553| CAC, p. 203)
• Jesus nossa redenção – M. Luís (XXXVIII ENPL | NCT 567)
• Lembrai-vos de nós, Senhor, no vosso reino – M. Luís (CAC, p. 204-205| BML 44| CEC II, p. 203-204| NCT 146)
• Lembra-Te de mim, Senhor – F. Silva (NRMS 69| IC, p. 221-222)
• Morreu na Santa Cruz – A. Pinto (LD)
Não há maior prova de amor – M. Faria (NRMS 29| IC, p. 222-223)
O Filho do Homem – F. Santos (BML 45| CEC I, p. 105-106)
• O Senhor transferiu-nos para o reino – M. Luís (CAC, p. 153)
• Suportou as nossas enfermidades – F. Santos (NCT 500)
• Suportou as nossas enfermidades – J. Gamboa
• Vendo sua mãe, que estava junto à Cruz – F. Silva (NCT)
• Um dos soldados perfurou-lhe o lado – J. Geada

Segundo as rubricas do Missal, esta celebração, tal como começou, termina em silêncio, sem qualquer cântico final. (M.R. p.280 n.28)


[Siglas]

[BML] Boletim de Música Litúrgica, Serviço Diocesano de Música Litúrgica, Porto.
[CAC] P. Manuel Luís – Cânticos da Assembleia Cristã, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2006.
[CEC I] Cânticos de Entrada e Comunhão, vol. 1, 3ª ed-, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2007.
[CN] Cantoral Nacional para a Liturgia, Secretariado Diocesano de Liturgia, Porto, 2003.
[ELC] Vitor Pereira (arranjos de José Joaquim Ribeiro) – Esta Luz de Cristo, Cânticos para a Liturgia, Paulinas.
[ENPL] Guiões dos Encontros Nacionais de Pastoral Litúrgica, Fátima.
[IC] A Igreja Canta, 2.ª ed, Comissão Bracarense de Música Sacra, 2005.
[LHC II] Liturgia das Horas: Edição para Canto, vol. 2, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2003.
[LHTP-FS] P. Ferreira Santos - Liturgia das Horas: Tempo Pascal, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2012.
[NCT] Novo Cantemos Todos, Editorial Missões, Cucujães,1990.
[NRMS] Nova Revista de Música Sacra, Comissão Bracarense de Música Sacra, Braga.
[OC] P. Carlos da Silva – Orar Cantando, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2001.
[RAM] Revista da Academia Martiniana, Coimbra.
[RBP] P. Miguel Carneiro – Ressuscitou o Bom Pastor , Paulus Editora, Lisboa, 2007.
[SRAO A] P. António Azevedo de Oliveira – Salmos Responsoriais: Ano A, Comissão Bracarense de Música Sacra, Braga, 1989.
[SRAO B] P. António Azevedo de Oliveira – Salmos Responsoriais: Ano B, Comissão Bracarense de Música Sacra, Braga, 1990.
[SRAO C] P. António Azevedo de Oliveira – Salmos Responsoriais: Ano C, Comissão Bracarense de Música Sacra, Braga, 1991.
[SRMC A] P. Miguel Carneiro – Eu Vos Louvarei, Senhor: Salmos Responsoriais – Ano A, Paulus Editora, Lisboa, 2008.
[SRMC B] P. Miguel Carneiro – Deus fez maravilhas: Salmos Responsoriais: Salmos Responsoriais – Ano B, Paulus Editora, Lisboa, 2008.
[SRMC C] P. Miguel Carneiro – Povo do Senhor, exulta e canta: Salmos Responsoriais – Ano C, Paulus Editora, Lisboa, 2009.
[SRML] P. Manuel Luís – Salmos Responsoriais e Aclamações ao Evangelho, Comissão de Liturgia e Música Sacra do Patriarcado de Lisboa, Lisboa, 1997.

Quinta-feira Santa | Missa Vespertina da Ceia do Senhor

Missa vespertina da Ceia do Senhor

QUINTA-FEIRA SANTA | 9 de Abril de 2020

«(...) À noite, entrando no Tríduo Pascal, a comunidade cristã revive na Missa in Cena Domini o que aconteceu na última Ceia. No Cenáculo o Redentor quis antecipar, no Sacramento do pão e do vinho transformados no seu Corpo e no seu Sangue, o sacrifício da sua vida: ele antecipa esta sua morte, entrega livremente a sua vida, oferece o dom definitivo de si à humanidade. Com o lava-pés, repete-se o gesto com que Ele, tendo amado os seus, os amou até ao extremo (cf. Jo 13, 1) e deixou aos discípulos como seu distintivo este acto de humildade, o amor até à morte. Depois da Missa in Cena Domini, a liturgia convida os fiéis a estar em adoração do Santíssimo Sacramento, revivendo a agonia de Jesus no Getsémani. E vemos como os discípulos dormiram, deixando o Senhor sozinho. Também hoje nós, seus discípulos, muitas vezes dormimos. Nesta noite santa do Getsémani queremos estar vigilantes, não queremos deixar o Senhor sozinho nesta hora; assim podemos compreender melhor o mistério da Quinta-Feira Santa, que inclui o tríplice dom do Sacerdócio ministerial, da Eucaristia e do mandamento novo do amor. (...)»
(Bento XVI - Audiência Geral das Quarta-Feira de 7 de Abril de 2007)

Antífona de Entrada


"Toda a nossa glória está na cruz de Nosso senhor Jesus Cristo.
N’Ele está a nossa salvação, vida e ressurreição. Por Ele fomos salvos e livres."
(cf. Gal. 6, 14)

• A nossa glória está na Cruz – F. Santos (BML 20)
Toda a minha glória está na Cruz – S. Marques (NRMS 61| IC, p. 251)
• Toda a nossa glória está na Cruz – A. Cartageno (NRMS 153-156 | CN 953)
• Toda a nossa glória está na Cruz – A. Pinto (LD)
Toda a nossa glória está na Cruz – F. Lapa (BML 115-116)
• Toda a nossa glória está na Cruz – F. Santos (CN 954)
• Toda a nossa glória está na Cruz – J. Geada
• Toda a nossa glória está na Cruz – M. Carneiro (RBP, p. 72-75)
Toda a nossa glória está na Cruz – M. Luís (CAC, p. 236| CEC I, p. 111| NCT 124| CN 955)
Toda a nossa glória está na Cruz – M. Simões (NRMS 25)

Acolhimento dos Santos Óleos [Opcional]



Diz o Rito do Acolhimento dos Santos Óleos, publicado pelo SNL em 2019:
«1. Este rito é uma proposta para o início da Missa Vespertina da Ceia do Senhor, mediante o qual são recebidos os Santos Óleos nas diferentes comunidades. (...)
8. Uma vez incensado o Altar e a Cruz, o celebrante dirige-se à presidência e continua a celebração com a saudação inicial finda a qual faz uma pequena admonição ao rito de acolhimento dos Santos Óleos.»
[Rito do Acolhimento dos Santos Óleos - números 1 e 8]

Segue-se a apresentação de cada um dos óleos, com diálogo próprio, e com a proposta de intervenção do coro com a estrofe específica de cada óleo, retirada do hino Escutai, ó Juiz Omnipotente. O Rito conclui com o coro canta a aclamação aos Santos Óleos, com o hino Aceitai, ó Redentor ou Escutai, ó Juiz Omnipotente.
O Rito completo está disponível na página do Secretariado Nacional da Liturgia.


• Eis o óleo – M. Luís (texto F. Melro) (CN 391)
• Eis o óleo – Desconhecido [recolhido na Sé de Coimbra]

Após a apresentação de cada óleo, pode cantar-se a estrofe específica do hino Escutai, ó Juiz Ominpotente:
– Óleo dos Enfermos – Estrofe 3
– Óleo dos Catecúmenos – Estrofe 4
– Óleo do Crisma – Estrofe 5

• Escutai, ó Juiz omnipotente [Cantemos ao Redentor] – F. Santos (CN 414 | BML 115)
• Escutai, ó Juiz omnipotente [Cantemos ao Redentor] – M. Luís (CN 413 | CAC, p.190)


Aclamação dos Santos Óleos
"Aceitai, ó Redentor, nosso cântico de louvor [Ramo fértil deu este óleo]"

• Aceitai, ó Redentor – A. Morais
• Aceitai, ó Redentor – Ar. Oliveira
• Aceitai, ó Redentor – C. Silva (CN 171| OC, p. 32)
• Aceitai, ó Redentor – F. Santos (CN 170)
• Aceitai, ó Redentor – J. Geada
• Aceitai, Aceitai, ó Redentor – M. Oliveira

"Cantemos ao Redentor um cântico de louvor [Escutai, ó Juiz omnipotente]"

• Escutai, ó Juiz omnipotente [Cantemos ao Redentor] – F. Santos (CN 414 | BML 115)
• Escutai, ó Juiz omnipotente [Cantemos ao Redentor] – M. Luís (CN 413 | CAC, p.190)
• O Redemptor sume carmen – C. Gregoriano


Salmo Responsorial


"O cálice de bênção é comunhão do Sangue de Cristo."
Salmo 115 (116), 12-13.15-16bc.17-18 (R. cf. 1 Cor 10, 16)

• O cálice de bênção é comunhão do Sangue de Cristo
– A. Pinto (LD)
– B. Ferreira
– F. Santos (BML 51)
M. Borda (NRMS 43| IC, p. 230-232)
– M. Carneiro (RBP, p. 116-117| SRMC A, p. 44-45| SRMC B, p. 46-47| SRMC C, p. 46-47)
– M. Luís (SRML, p. 56-57| NCT 125)

• É cálice de bênção a comunhão do Sangue de Cristo
– Az. Oliveira (SRAO A, p. 58-59; ou SRAO B, p. 58-59; ou SRAO C, p. 58-59)

Aclamação ao Evangelho



• Glória a Vós, Cristo, Palavra de Deus | Dou-vos um mandamento novo – F. Santos (BML 51| NCT 126)
• Glória a Vós, Cristo, Palavra de Deus | Dou-vos um mandamento novo – J. Mateus
• Glória a Vós, Jesus Cristo, palavra do Pai | Dou-vos um mandamento novo – A. Pinto

Lava-pés


Diz o Missal Romano, no número 7 da Missa Vespertina da Ceia do Senhor [MR pp.246-247]: «Entretanto cantam-se algumas das seguintes antífonas ou outros cânticos apropriados.

ANTÍFONA I
"Para nos dar exemplo, o Senhor levantou-Se da mesa
e começou a lavar os pés aos seus discípulos."
(cf. Jo 13, 4.5.15)

• Depois de se levantar da mesa – J. Geada
• Para nos dar exemplo – Az. Oliveira (NRMS 153-156)

"Senhor, Tu vais lavar-me os pés?
Jesus respondeu-lhe:
Se não te lavar os pés, não terás parte comigo."
(Jo 13, 6.7.8)

• Senhor, tu vais lavar-me os pés? – Az. Oliveira
• Senhor, tu vais lavar-me os pés? – C. Silva (OC, p. 239 | CN 920)
• Senhor, tu vais lavar-me os pés? – F. Santos (CN 918)
• Senhor, tu vais lavar-me os pés? – M. Carneiro (NRMS 153-156 | CN 919)

"Se Eu vos lavei os pés, sendo Mestre e Senhor,
também vós deveis lavar os pés uns aos outros."
(cf. Jo 13, 14)

"Todos conhecerão que sois meus discípulos,
se vos amardes uns aos outros."
(Jo 13, 35)

• Nisto conhecerão que sois meus discípulos – C. Silva (OC2 566 | LHC III)
• Nisto conhecerão que sois meus discípulos – F. Salvado

"Dou-vos um mandamento novo, diz o Senhor:
Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei."
(Jo 13, 34)

Dou-vos um mandamento novo – F. Silva (NRMS 71-72| IC, p. 430-431)
Dou-vos um mandamento novo – F. Valente (BML 130-131)
Recebemos do Senhor um mandamento novo – M. Luís (CAC, p. 231-232| BML 30| NCT 127| L 715)
Se vos amardes uns aos outros – F. Silva (NRMS 22| CEC I, p. 149| IC, p. 553| NCT 274| L 749)

"Permaneçam em vós a fé, a esperança e a caridade.
Mas a maior de todas é a caridade."
(1 Cor 13, 13)

[Outras Sugestões]
• Cantemos o Senhor que nos salvou – M. Faria (NRMS 1-I| IC, p. 266)
• É este o meu mandamento – M. Luís (NCT 130)
• O que eu vos Fiz, fazei-o vós também – P. Cruz
Vós sereis meus amigos – M. Luís (CAC, p. 425| BML 30| CEC I, p. 151| NCT 128)
Vós sereis meus amigos – M. Faria (NRMS 29| IC, p. 267| LHC III, p. 485-486)

Apresentação dos dons



Diz o Missal Romano, no número 9 da Missa Vespertina da Ceia do Senhor [MR p.247]: «Entretanto, canta-se a antífona Ubi caritas ou outro cântico apropriado.»
Onde há caridade verdadeira – C. Silva (OC, p. 199| L 626)
Onde há caridade verdadeira – F. Silva (NRMS 122)
• Onde há caridade verdadeira – J. Geada
Onde há caridade verdadeira – J. Santos (NRMS 25| IC, p. 819)
• Onde há caridade e amor – M. Luís (NCT 129| L 625) (harm: João Santos)
Onde há caridade e amor – R. Ramos
• Onde haja caridade – M. Luís (CAC, p. 228)
Onde haja caridade – M. Simões (SC I, p. 58)
• Ubi Caritas – C. Silva (OC, p. 259-260)
• Ubi Caritas – C. Gregoriano (NCT 172 | CN 980)

Antífona de Comunhão


"Isto é o meu Corpo, entregue por vós;
este é o cálice da nova aliança no meu Sangue, diz o Senhor.
Fazei isto em memória de Mim."
(1 Cor 11, 24.25)

• Isto é o meu corpo – A. Pinto (LD)
• Isto é o meu corpo – Az. Oliveira (SDLP)
Isto é o meu corpo – F. Santos (XXXVI ENPL, p. 122-126)
Isto é o meu corpo – F. Santos (BML 95)
• Isto é o meu corpo – J. Geada
• Isto é o meu corpo – M. Carneiro (RBP, p. 76-78)
Tomai e comei – F. Silva (NRMS 25| CEC I, p. 112-113)
[Outras Sugestões]
O Cálice da bênção – F. Lapa (BML 128-129)
• O Corpo de Jesus é alimento – A. Cartageno (CEC I, p. 115-116)
O Corpo de Jesus é alimento – D. Oliveira
Quem come a minha carne – M. Simões (BML 37| CEC II, p. 167-168)
• Quem come a minha carne – João Santos (SDLP)
• Quem come a minha carne – M. Carneiro (CVM, p. 118-120)
• Todas as vezes que comerdes – C. Silva (CN 961 | OC2 287)

Transladação do Santíssimo Sacramento


Diz o Missal Romano, nos números 16 e 17 da Missa Vespertina da Ceia do Senhor [MR p.250]:
«16. Organiza-se a procissão (...) e leva-se o Santíssimo Sacramento, através da igreja, para o lugar da reserva, preparado numa capela convenientemente ornamentada. Entretanto canta-se o hino Pange, lingua (Canta, Igreja, o Rei do mundo) com excepção as duas últimas estrofes, ou outro cântico apropriado.
17. Chegada a procissão ao lugar da reserva, o sacerdote depõe a píxide. Seguidamente, põe incenso no turíbulo e, de joelhos, incensa o Santíssimo Sacramento. Entretanto canta-se o Tantum ergo sacramentum

Preparação da Sagrada Reserva

• Adoro devotamente a tua presença, Senhor – S. Alves (CN 182)
• Adoro te devote – C. Gregoriano (CN 183)
• Graças e louvores – C. Silva (OC2 146)
• Meu Deus eu creio – A. Brás (NRMS 1-II)
• Meu Deus eu creio – C. Silva I (OC2, p. 179 | CPD | CN 611)
• Meu Deus eu creio – C. Silva II (OC2, p. 179)
• Meu Deus eu creio – Popular (CN 610| NCT 697)
• Bendito e louvado seja o Santíssimo Sacramento – A. Brás (NRMS 7-I)
• Bendito e louvado seja o Santíssimo Sacramento – B. Salgado (NRMS 153-156)
• Bendito e louvado seja o Santíssimo Sacramento – F. Freitas I (NRMS 9|10-I)
• Bendito e louvado seja o Santíssimo Sacramento – F. Freitas II (NRMS 9|10-I)
• Bendito e louvado seja o Santíssimo Sacramento – M. Alaio (NRMS 48)
• Bendito e louvado seja o Santíssimo Sacramento – M. Faria I (NRMS 6-II)
• Bendito e louvado seja o Santíssimo Sacramento – M. Faria II (NRMS 7-I)
• Bendito e louvado seja o Santíssimo Sacramento – Popular I (CPD| CN 246)
• Bendito e louvado seja o Santíssimo Sacramento – Popular II | Harm. Az. Oliveira (NRMS 149)
• Bendito e louvado seja o Santíssimo Sacramento – Popular II | Harm. M. Simões (NRMS 113-114)
• Bendito e louvado seja o Santíssimo Sacramento – Popular III | Harm. M. Faria (NRMS 7-I)
• Pange lingua | Canta, Igreja, o Rei do mundo – Az. Oliveira (NRMS 77-79| IC, p. 862| LHC II, p. 109)
• Pange lingua | Canta, Igreja, o Rei do mundo – F. Santos (BML 37| CP III, p. 58| LHC II, p. 108)
• Pange lingua | Canta, Igreja, o Rei do mundo – M. Faria (NRMS 3-II| IC, p. 861| LHC II, p. 109)
• Pange lingua | Celebremos o mistério – C. Silva (OC, p. 61)
• Pange lingua | Celebremos o mistério – F. Freitas (NRMS 9|10-I)
Pange lingua | Celebremos o mistério – F. Santos (BML 25| NCT 134)
Pange lingua | Celebremos o mistério – F. Silva (NRMS 77-79| IC, p. 412)
[Outras Sugestões]
Oh verdadeiro Corpo do Senhor – C. Silva (OC, p. 196)
Pai nosso que estais no Céu – M. Luís (CAC, p. 404-407)
• Pange lingua | Canta, Igreja, o Rei do mundo – Az. Oliveira (NRMS 77-79| IC, p. 862| LHC II, p. 109)
• Pange lingua | Canta, Igreja, o Rei do mundo – F. Santos (BML 37| CP III, p. 58| LHC II, p. 108)
• Pange lingua | Canta, Igreja, o Rei do mundo – M. Faria (NRMS 3-II| IC, p. 861| LHC II, p. 109)
• Pange lingua | Celebremos o mistério – A. Pinto (LD)
• Pange lingua | Celebremos o mistério – C. Silva (OC, p. 61)
Pange lingua | Celebremos o mistério – F. Santos (BML 25| NCT 134)
Pange lingua | Celebremos o mistério – F. Silva (NRMS 77-79| IC, p. 412)
• Tantum Ergo | Adoremos Jesus Cristo – A. Cartageno (NRMS 113-114)
• Tantum Ergo | Adoremos Jesus Cristo – Az. Oliveira (NRMS 113-114)
Tantum Ergo | Adoremos Jesus Cristo – F. Silva (NRMS 77-79| IC, p. 809)
• Tantum Ergo | Adoremos Jesus Cristo – M. Carvalho (NRMS 113-114)
• Tantum Ergo | Adoremos Jesus Cristo – S. Marques (NRMS 113-114)
• Tantum Ergo | Ao divino sacramento – M. Carneiro (NRMS 113-114)
• Tantum Ergo | Ao divino sacramento – F. Silva (NRMS 77-79| IC, p. 809)
• Tantum Ergo | Ao divino sacramento – J. Santos (NRMS 113-114)
• Tantum Ergo | Ao divino sacramento – S. Marques (NRMS 113-114)
Tantum Ergo | Veneremos, adoremos – A. Cartageno (NRMS 113-114)
• Tantum Ergo | Veneremos, adoremos – Az. Oliveira (NRMS 113-114)
• Tantum Ergo | Veneremos, adoremos – F. Freitas (NRMS 9|10-I)
• Tantum Ergo | Veneremos, adoremos – M. Carvalho (NRMS 113-114)
Tantum Ergo | Veneremos, adoremos – M. Faria (NRMS 6-II| IC, p. 811-812)
• Tantum Ergo | Veneremos, adoremos – M. Faria (NRMS 77-79| IC, p. 812)
• Tantum Ergo – Gregoriano (NCT 171)
• Tantum Ergo – J. Santos
• Tantum Ergo – M. Faria I (Libellus 5)
• Tantum Ergo – M. Faria II
• Tantum Ergo – M. Faria III
• Tantum Ergo – Planque (CN 945 | XXXI ENPL | CPD)

apenas as duas últimas estrofes



[Siglas]

[BML] Boletim de Música Litúrgica, Serviço Diocesano de Música Litúrgica, Porto.
[CAC] P. Manuel Luís – Cânticos da Assembleia Cristã, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2006.
[CEC I] Cânticos de Entrada e Comunhão, vol. 1, 3ª ed-, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2007.
[CN] Cantoral Nacional para a Liturgia, Secretariado Diocesano de Liturgia, Porto, 2003.
[ELC] Vitor Pereira (arranjos de José Joaquim Ribeiro) – Esta Luz de Cristo, Cânticos para a Liturgia, Paulinas.
[ENPL] Guiões dos Encontros Nacionais de Pastoral Litúrgica, Fátima.
[IC] A Igreja Canta, 2.ª ed, Comissão Bracarense de Música Sacra, 2005.
[LHC II] Liturgia das Horas: Edição para Canto, vol. 2, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2003.
[LHTP-FS] P. Ferreira Santos - Liturgia das Horas: Tempo Pascal, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2012.
[NCT] Novo Cantemos Todos, Editorial Missões, Cucujães,1990.
[NRMS] Nova Revista de Música Sacra, Comissão Bracarense de Música Sacra, Braga.
[OC] P. Carlos da Silva – Orar Cantando, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2001.
[RBP] P. Miguel Carneiro – Ressuscitou o Bom Pastor , Paulus Editora, Lisboa, 2007.
[SRAO A] P. António Azevedo de Oliveira – Salmos Responsoriais: Ano A, Comissão Bracarense de Música Sacra, Braga, 1989.
[SRAO B] P. António Azevedo de Oliveira – Salmos Responsoriais: Ano B, Comissão Bracarense de Música Sacra, Braga, 1990.
[SRAO C] P. António Azevedo de Oliveira – Salmos Responsoriais: Ano C, Comissão Bracarense de Música Sacra, Braga, 1991.
[SRMC A] P. Miguel Carneiro – Eu Vos Louvarei, Senhor: Salmos Responsoriais – Ano A, Paulus Editora, Lisboa, 2008.
[SRMC B] P. Miguel Carneiro – Deus fez maravilhas: Salmos Responsoriais: Salmos Responsoriais – Ano B, Paulus Editora, Lisboa, 2008.
[SRMC C] P. Miguel Carneiro – Povo do Senhor, exulta e canta: Salmos Responsoriais – Ano C, Paulus Editora, Lisboa, 2009.
[SRML] P. Manuel Luís – Salmos Responsoriais e Aclamações ao Evangelho, Comissão de Liturgia e Música Sacra do Patriarcado de Lisboa, Lisboa, 1997.

Missa Crismal | Quinta-Feira Santa

Missa Crismal

QUINTA-FEIRA SANTA

A Missa Crismal é celebrada, geralmente na manhã de Quinta-Feira Santa, somente na Sé-Catedral de cada Diocese. Por diversas circunstâncias pode ser antecipada e por isso, em algumas dioceses, é celebrada na Quarta-Feira Santa. Nesta celebração, o bispo, rodeado pelo seu presbitério e pelo seu povo, consagra o óleo do santo crisma e benze os óleo dos enfermos e dos catecúmenos, que, depois, serão usados, por toda a diocese, na administração dos vários sacramentos. Os presbíteros renovam ainda, nesta celebração, as promessas sacerdotais que fizeram no dia da sua ordenação. O nome desta celebração é retirado do óleo do crisma, que neste dia é consagrado.

Antífona de Entrada


"Jesus Cristo fez de nós um reino de sacerdotes para Deus seu Pai.
Louvor e glória a Cristo pelos séculos dos séculos. Amen."
(Ap 1, 6)

• Jesus Cristo fez de nós um Reino – A. Morais
• Jesus Cristo fez de nós um Reino – Ar. Oliveira
• Jesus Cristo fez de nós um Reino – F. Santos (BML 60 | CN 555)
• Jesus Cristo fez de nós um Reino – J. Geada
• Jesus Cristo fez de nós um Reino – J. P. Martins (CN 556 | CEC I 118)
• Jesus Cristo fez de nós um Reino – P. Cruz
[Outras Sugestões]
• Fizestes de nós, Senhor I – A. Cartageno (LHC I, p. 324)
• Fizestes de nós, Senhor II – A. Cartageno (XXX ENPL | LHC I, p. 105)
• Fizestes de nós, Senhor – Az. Oliveira (LHC I, p. 321)
• Fizestes de nós, Senhor – F. Santos (LHC I, p. 102)
• Povo de Reis, assembleia santa – L. Deiss (CN 817 | CEC I, p. 119)
• Vós nos resgatastes, Senhor – Az. Oliveira

Salmo Responsorial


"Senhor, cantarei eternamente a vossa bondade"
Salmo 88 (89), 21-22.25.27 (R. cf. 2a)

• Senhor, cantarei eternamente a vossa bondade
– A. Morais [cantar com texto do salmo 88(89)]
– Ar. Oliveira
– Az. Oliveira (CSS A66 | CSS B67 | CSS C67)
– B. Terreiro
– M. Luís (SRML 188) [cantar com texto do salmo 88(89)]

• Eu canto para sempre a bondade do Senhor
– F. Santos (86.87) [cantar com texto do salmo 88(89)]
– J. Gamboa (SRJG 18) [cantar com texto do salmo 88(89)]
– M. Luís (SRML 24) [cantar com texto do salmo 88(89)]

• Cantarei eternamente as misericórdias do Senhor
– Az. Oliveira (CSS A24 | CSS A154 | CSS B18 | CSS B24 | CSS C24) [cantar com texto do salmo 88(89)]
– F. Santos (BML 70)
– J. Gamboa (SRJG 49)
– M. Carneiro (SRMC A, p. 104-105) [cantar com texto do salmo 88(89)]
– M. Luís (SRML 54)

Aclamação ao Evangelho



• Glória a vós, Cristo, palavra de Deus [O Espírito do Senhor está sobre mim] – F. Santos (Harm. N. Almeida)
• Louvor a Vós, Rei da eterna glória [O Espírito do Senhor está sobre mim] – F. Santos (BML 70)
• Louvor a Vós, ó Rei da eterna glória [O Espírito do Senhor está sobre mim] – F. Santos
• Louvor e glória a Vós, Jesus Cristo, Senhor [O Espírito do Senhor está sobre mim] – A. Morais
• Louvor e glória a Vós, Jesus Cristo, Senhor [O Espírito do Senhor está sobre mim] – M. Luís (Harm. N. Almeida)

Renovação das promessas sacerdotais

Resposta do Povo

• Cristo ouvi-nos, Cristo atendei-nos – A. Desconhecido
• Cristo ouvi-nos, Cristo atendei-nos – C. Silva
• Cristo ouvi-nos, Cristo atendei-nos – M. Luís
• Cristo ouvi-nos, Cristo atendei-nos – MO

Benção dos Óleos e Consagração do Óleo do Crisma



Nota: «Segundo a tradição da liturgia latina, a bênção do óleo dos enfermos faz-se antes do fim da Oração Eucarística; a bênção do óleo dos catecúmenos e a consagração do crisma fazem-se depois da Comunhão. No entanto, por motivos pastorais, pode realizar-se todo o rito da bênção depois da liturgia da palavra (...)» (Preliminares do Pontifical da Bênção dos Óleos dos Catecúmenos e dos Enfermos e Consagração do Crisma 11-12)

Procissão dos Santos Óleos
"Aceitai, ó Redentor, nosso cântico de louvor [Ramo fértil deu este óleo]"

• Aceitai, ó Redentor – A. Morais
• Aceitai, ó Redentor – Ar. Oliveira
• Aceitai, ó Redentor – C. Silva (CN 171| OC, p. 32)
• Aceitai, ó Redentor – F. Santos (CN 170)
• Aceitai, ó Redentor – J. Geada

"Cantemos ao Redentor um cântico de louvor [Escutai, ó Juiz omnipotente]"

• Escutai, ó Juiz omnipotente [Cantemos ao Redentor] – F. Santos (CN 414 | BML 115)
• Escutai, ó Juiz omnipotente [Cantemos ao Redentor] – M. Luís (CN 413 | CAC, p.190)
• O Redemptor sume carmen – C. Gregoriano

• Eis o óleo – M. Luís (texto F. Melro) (CN 391)
• Eis o óleo – Desconhecido [recolhido na Sé de Coimbra]

Apresentação dos dons



• A Cristo, cantemos [Pelos rectos caminhos] – M. Luís (CAC, p. 492| NCT 399)
Atei os meus braços com a tua lei – M. Faria ( NRMS II-9| NCT 586)
Cristo é o primogénito – D. Faustino
Cristo é o primogénito – M. Luís (NCT 605)
• Foram tirados do meio dos homens – M. Luís (CAC, p.462)
• O Povo do Senhor vai caminhando – Az. Oliveira (NRMS 110| IC, p. 791)
• Revesti de justiça os vossos sacerdotes – M. Luís (CAC, p.503| NCT 398| CN 865)
• Revistam-se de justiça os sacerdotes de Deus – D. Faustino (CN 866)
• Sacerdotes, bendizei – D. Faustino
• Sacerdotes do Senhor, bendizei o Senhor – D. Faustino

Antífona de Comunhão


"Cantarei eternamente as misericórdias do Senhor e para sempre proclamarei a sua fidelidade."
(Salmo 88, 2)

• Cantarei eternamente as misericórdias – A. Morais
• Cantarei eternamente as misericórdias – F. Santos (BML 70| CEC I, p. 120 | CN 288)
• Cantarei eternamente as misericórdias – J. Geada
• Cantarei eternamente as misericórdias – M. Geada
• Cantarei eternamente as misericórdias – R. Ramos
• Cantarei eternamente as misericórdias – P. Johansson
[Outras Sugestões]
• Amaste a justiça – M. Luís (CAC 184)
• Já não vos chamo servos, mas amigos – M. Luís (ENPL IX| CN 547)
• Não fostes vós que Me escolheste – Az. Oliveira (NRMS 59| IC, p. 481| CN 638)

Para diversos momentos da celebração



Bendito seja Deus que nos visita – A. Cartageno (NRMS 110 | IC 787)   [PC]
O amor de Deus – M. Luís | Harm. A. Cartageno (CN 670 | CAC 438)   [PC]
O Espírito de Deus repousou sobre mim – Az. Oliveira (NRMS 58)   [PC]
• O Espírito do Senhor está sobre Mim – J. Geada   [PC]
• O Espírito do Senhor está sobre Mim – M. Luís (CEC II, p. 22-23| NCT 397| VI ENPL, p. 50 | CN 685)   [PC]
O Senhor me enviou – T. Sousa   [PC]
• Povo teu somos, ó Senhor – A. Desconhecido (CN 821 | ENPL XLIV)   [F]
Nota para o Cântico Final: Diz ainda o Pontifical no número 27 que «Depois da bênção conclusiva da Missa (...) Os óleos benzidos são levados pelos respectivos ministros imediatamente atrás da cruz, enquanto o coro e o povo cantam alguns versículos do hino Aceitai, ó Redentor (n. 17), ou outro cântico apropriado.» No número 17 encontra-se ainda o Escutai, ó Juiz Omnipotente, naturalmente também recomendado para o Final.


[Siglas]

[BML] Boletim de Música Litúrgica, Serviço Diocesano de Música Litúrgica, Porto.
[CAC] P. Manuel Luís – Cânticos da Assembleia Cristã, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2006.
[CEC I] Cânticos de Entrada e Comunhão, vol. 1, 3ª ed-, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2007.
[CN] Cantoral Nacional para a Liturgia, Secretariado Diocesano de Liturgia, Porto, 2003.
[ELC] Vitor Pereira (arranjos de José Joaquim Ribeiro) – Esta Luz de Cristo, Cânticos para a Liturgia, Paulinas.
[ENPL] Guiões dos Encontros Nacionais de Pastoral Litúrgica, Fátima.
[IC] A Igreja Canta, 2.ª ed, Comissão Bracarense de Música Sacra, 2005.
[LHC II] Liturgia das Horas: Edição para Canto, vol. 2, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2003.
[LHTP-FS] P. Ferreira Santos - Liturgia das Horas: Tempo Pascal, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2012.
[NCT] Novo Cantemos Todos, Editorial Missões, Cucujães,1990.
[NRMS] Nova Revista de Música Sacra, Comissão Bracarense de Música Sacra, Braga.
[OC] P. Carlos da Silva – Orar Cantando, Secretariado Nacional de Liturgia, Fátima, 2001.
[RAM] Revista da Academia Martiniana, Coimbra.
[RBP] P. Miguel Carneiro – Ressuscitou o Bom Pastor , Paulus Editora, Lisboa, 2007.
[SRAO A] P. António Azevedo de Oliveira – Salmos Responsoriais: Ano A, Comissão Bracarense de Música Sacra, Braga, 1989.
[SRAO B] P. António Azevedo de Oliveira – Salmos Responsoriais: Ano B, Comissão Bracarense de Música Sacra, Braga, 1990.
[SRAO C] P. António Azevedo de Oliveira – Salmos Responsoriais: Ano C, Comissão Bracarense de Música Sacra, Braga, 1991.
[SRMC A] P. Miguel Carneiro – Eu Vos Louvarei, Senhor: Salmos Responsoriais – Ano A, Paulus Editora, Lisboa, 2008.
[SRMC B] P. Miguel Carneiro – Deus fez maravilhas: Salmos Responsoriais: Salmos Responsoriais – Ano B, Paulus Editora, Lisboa, 2008.
[SRMC C] P. Miguel Carneiro – Povo do Senhor, exulta e canta: Salmos Responsoriais – Ano C, Paulus Editora, Lisboa, 2009.
[SRML] P. Manuel Luís – Salmos Responsoriais e Aclamações ao Evangelho, Comissão de Liturgia e Música Sacra do Patriarcado de Lisboa, Lisboa, 1997.